sexta-feira, 18 de julho de 2014

ANACÃ ABRE ESPAÇO PARA APRESENTAÇÕES NO SEU ESTANDE NO FESTIVAL DE DANÇA


A Anacã Joinville – Associação de Grupos de Dança informa aos seus associados, que contará com um estande no Lounge do Festival de Dança, no piso térreo do Centreventos Cau Hansen. Além de informar os presentes sobre as ações da entidade e promover ações afirmativas em prol da Dança de Joinville e do estado,entre outras atividades, a Anacã Joinville abre espaço para apresentações dos grupos associados no local. Os interessados em utilizar  este espaço devem entrar em contato com a Anacã Joinville pelo e-mail anacajoinville@gmail.com. 
Foto: AMA CIa deDança / Divulgação

segunda-feira, 14 de julho de 2014

REPRESENTANTES DA DANÇA DISCUTEM NECESSIDADES DO SETOR NA FCJ



Na tarde da última sexta-feira, dia 11 de julho, representantes do setor da Dança da cidade, encabeçados pelo presidente da Anacã Joinville – Associação de Grupos de Dança, Edson Gellert Schubert, e do vice, Maycon Santos, estiveram reunidos com o gerente de Difusão Cultural da Fundação Cultural de Joinville, Guilherme Gassenferth. Na pauta do encontro, assuntos de interesse do setor, como o apoio da FCJ (via ofício à UDESC) ao Curso Superior em Dança; o estágio de implantação do Galpão da Dança; relatório das ações previstas na Lei Municipal de Cultura; entre outros. 
Além desses, a ANACÃ Joinville ainda abriu discussões sobre os seguintes itens: ofícios pendentes de resposta por parte da FCJ; observância ao definido na lei que implantou o SIMDEC, quanto a valores, áreas e prêmios; reconhecimento do Dança Joinville como evento relevante, contínuo e necessário para o desenvolvimento do Setor da Dança de Joinville; garantia de espaço em todos os eventos oficiais da cidade (na e representativos da cidade); e observância de cachês dignos e justos para as participações nos eventos promovidos pelo poder público. 
Quanto ao espaço para a Dança, na reunião Edson G. Schubert mostrou ao gerente de Difusão da FCJ um croqui com uma ideia de como seria a estrutura física (de salas) do Galpão da Dança, onde hoje é a garagem da Cidadela Antarctica, a qual Guilherme prometeu encaminhar ao ConPHAM.
Duas questões apenas ficaram definidas neste encontro. Uma delas é data da próxima reunião, acertada para o dia 11 de agosto, segunda-feira, às 19 horas, em locai ainda a ser determinado. Um convite será encaminhado pela FCJ aos representantes da Dança de Joinville. 
Outra informação é a que se refere à criação de um Edital de Compra de Espetáculos locais. Embora ainda não saiba dizer quando sairá este edital, Guilherme afirma que ele será discutido ainda este ano de forma a permitir a sua publicação/implantação em 2015.
Os demais assuntos voltarão a ser debatidos no próximo encontro.






Esther B.G.Schubert (GFG Oldenburg), Heidi Bublitz Schubert (GFG Oldenburg), Elaine Gonçalves (Grupo AZ Arte), Guilherme Gassenferth (FCJ), Liliana Vieira (Grupo de Dança Liliana Vieira), Daniela Vieira, Pavel Kazarian (Escola do Teatro Bolshoi no Brasil), Edson Gellert Schubert (Anacã Joinville) e Maycon Santos (Anacã Joinville)

quarta-feira, 9 de julho de 2014

CARTA ABERTA À COMUNIDADE DE DANÇA SOBRE O CURSO DE DANÇA DA UDESC


A luta pela implantação de um Curso de Dança em Joinville é algo que já vem desde as primeiras reuniões para a definição do Plano Municipal de Cultura em 2007, quando das primeiras Pré-conferência e Conferência Municipal de Cultura. Desde aquela época estamos mobilizados para este objetivo.
Ao longo do caminho, várias pessoas da dança foram se envolvendo e participando da mobilização, até chegar ao ponto de extrapolar o âmbito municipal. Juntou-se a esta luta o CEART/UDESC, cuja sede está no campus de Florianópolis. Agradecemos ao CEART que, por ser o Centro de Artes da UDESC, encampou a idéia de implantação o curso.
Em especial, gostaríamos de expressar nosso agradecimento à Professora Sandra Meyer, que materializou em forma de projeto o desejo do setor da Dança de Joinville e do estado. Este reconhecimento não vem de graça: é o fruto de seus esforços para a implantação do curso de Graduação em Dança em Santa Catarina e suas contribuições para a definição do quadro pedagógico que estão servindo de base para a definição da grade de matérias que serão ministradas.
Por isso, o nosso muito obrigado à professora Sandra.
Hoje, a ANACÃ Joinville tem a grata satisfação de compartilhar os avanços que ocorrem nas negociações para a implantação deste curso. O relato a seguir é da Professora Sandra Meyer e foi distribuído na lista de e-mail do Fórum de Dança de Santa Catarina.

Edson Gellert Schubert
Presidente da Anacã Joinville
Associação de Grupos de Dança


Carta aberta à comunidade de dança sobre o Curso de Dança da UDESC
Aos da dança:

Participei hoje, dia 7 de julho, na Reitoria da UDESC, de uma reunião com a presença do Reitor, prof. Antonio Heronaldo de Sousa; do Vice-Reitor, prof. Marcus Tomasi; do Pró-Reitor de Ensino, prof. Luciano Hack; do Pró-Reitor de Planejamento, prof. Gerson Lagemanndo; do Diretor do Centro de Ciências Tecnológicas de Joinville (CCT), prof. Leandro Svirtes e da Diretora do Centro de Artes (CEART), profa. Gabriela Mager.
Na ocasião analisamos a nova proposta enviada pelo Secretário de Estado da Educação, Sr. Eduardo Deschamps, para a implantação do Curso da superior de dança da UDESC. A proposta de aporte financeiro viria através de um fundo de apoio permanente ao ensino superior, via governo do Estado, diferente da proposta anterior, que ventilava apenas um convênio por tempo determinado.
Estamos bem perto de conseguir finalmente o repasse financeiro. Contudo, neste momento precisamos nos mobilizar no sentido de exigir que o curso seja implantado nas duas cidades, Florianópolis e Joinville, conforme acordo firmado entre o CEART e o CCT, os dois centros da UDESC parceiros no processo de implantação. Como o CCT não tem a expertise para a implantação de um curso de dança, caberia ao CEART o encaminhamento deste processo nas duas cidades. No CEART, com a consolidação definitiva da dança como área de reconhecimento,  sendo o curso vinculado ao Programa de Pós-graduação do Departamento de Artes Cênicas (PPGT), e no CCT, com o início de todo um processo de implantação.
Temos amplo apoio da Reitoria da UDESC, que compreende a necessidade da implantação nas duas cidades, reconhece o histórico de anos de luta empreendido pelo CEART, bem como pretende salvaguardar a autonomia da universidade na decisão deste pleito.
Todos sabem que o curso de Licenciatura em Dança foi originalmente elaborado para ser implantado no CEART, em Florianópolis, centro de excelência na área de artes, contudo, nos propomos a fazer esta parceria com o CCT certos da importância e da urgência também de um curso superior de dança em Joinville.
Ocorre que a Secretaria de Educação parece entender que o curso deve ser em Joinville, levando em conta critérios que extrapolam as questões pedagógicas, no sentido de atender à visibilidade política desta iniciativa. Outra questão falada é que a comunidade de dança e em geral de Joinville manifestou de forma mais visível, na mídia especialmente, o seu contentamento com a possível implantação (e com razão). Tenho ouvido de algumas pessoas ligadas ao governo e à UDESC que a comunidade de dança de Florianópolis se manifestou pouco, entendendo que a maior demanda estaria mesmo em Joinville.
Porque estou expondo estes dados? Porque na reunião de hoje foi sugerido pela direção da UDESC que a comunidade de dança de Florianópolis interessada se manifestasse mais, com mais visibilidade na imprensa e no contato com autoridades. A Reitoria da UDESC precisa também deste respaldo para poder argumentar. É preciso que o Secretário de Estado da Educação, Sr Eduardo Deschamps,  saiba desta demanda dupla!! Que na verdade é de Santa Catarina.
Vamos pensar nas estratégias? Marcar uma audiência urgente com o Secretário de Estado da Educação, Sr Eduardo Deschamps, com o Governador, enfim, ir para mídia....
Bem, de minha parte estou atenta e presente nas decisões mais internas, sempre reforçando a importância da implantação na duas cidades. E a Reitoria da UDESC não tem medido esforços para que o curso aconteça.
Este é momento dos profissionais de Florianópolis e de Joinville se unirem por uma causa maior, chamando outros profissionais de todo o Estado. Estamos de fato perto de uma decisão final. Vamos reforçar a demanda nas duas cidades?

Aguardamos manifestações e ações em prol desta luta que é da dança !!!

Seja de associações ou pessoas físicas.
Saudações,
Sandra Meyer

Presidente da Comissão de Implantação do Curso de Licenciatura em Dança da UDESC

 
Mobilização do setor da Dança de Joinville, no ano passado,,já mostrava o desejo pelo curso de graduação em Dança da UDESC na cidade

FINDA O PROJETO DANÇA JOINVILLE NA ESCOLA BOLSHOI



A direção da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil comunicou esta semana, oficialmente, o fim do “Projeto Dança Joinville”. A parceria que permitia que grupos de dança da cidade que não possuíam espaço para ensaios usufruíssem da infra-estrutura da Escola Bolshoi foi encerrada no dia12 de julho. O projeto acontecia desde 2009.

De acordo com o comunicado assinado pela Assessora da Direção Geral da Escola, Bernadete Costa, um dos fatos que marca essa finalização é a dificuldade com o custeio das despesas necessárias a manutenção do projeto, por questão financeira de rubrica e público administrativas.

Mas, segundo o comunicado, o ponto mais nevrálgico é, sobretudo, a falta de engajamento e aproveitamento dos grupos participantes. Em 2009, o Projeto Dança Joinville, que originou uma série de outras ações na cidade, contava com a participação de aproximadamente 15 grupos. Hoje, efetivamente são apenas dois grupos que comparecem usufruem da oportunidade que a Escola Bolshoi oferece.








TODOS UNIDOS PELA DANÇA


Atenção amigos da Dança!
Esta semana, a Anacã Joinville recebeu convite para participar de  uma conversa com o Gerente de Incentivo e Difusão Cultural da Fundação Cultural de Joinville e estende este convite à participação de todos os envolvidos com dança em Joinville. Não só coreógrafos e dançarinos, mas também produtores e demais pessoas envolvidas com a arte. A reunião deverá ocorrer na sexta-feira, dia 11de julho, às 14 horas, na Fundação Cultural de Joinville, no 2º andar do Centreventos (entrada pelas escadarias da Orestes Guimarães).
Segundo o presidente da Anacã Joinville, Edson Gelllert Schubert,“devemos pensar em levar as demandas do setor, solicitações que ajudem no crescimento do setor como um todo, ou seja, levar demandas do coletivo”.

Pensando assim, a Anacã Joinville levará a esta reunião, como demandas os seguintes assuntos:

Ø     Atualização das informações sobre a implantação do Curso Superior de Dança da UDESC em Joinville;
Ø     Andamento do processo de implantação do Galpão da Dança em Joinville;
Ø     Andamento do abaixo-assinado organizado pela Anacã Joinville pela concretização da implantação do Curso Superior de Dança em Joinville e pelo Galpão da Dança.;
Ø     Observância ao definido na lei que implantou o SIMDEC, quanto a valores, áreas e prêmios;
Ø     O reconhecimento da Mostra Dança Joinville como evento relevante, contínuo e necessário para o desenvolvimento do Setor da Dança de Joinville; 
Ø     Espaços garantidos em todos os eventos oficiais da cidade (na e representativos da cidade);
Ø     Discussão sobre pagamentos de cachês dignos e justos para as participações nos eventos promovidos pelo poder público; entre outras.

A Anacã Joinville adianta que sugestões de pauta são bem vindas.




terça-feira, 1 de julho de 2014

SEGUNDO DANÇA JOINVILLE DE 2014 É CANCELADO



A Anacã Joinville – Associação de Grupos de Dança comunica aos seus associados e á comunidade em geral, que está oficialmente CANCELADA a segunda edição da Mostra Dança Joinville de 2014.

Entre outros motivos, o evento deixará de ser realizado no dia 5 de julho, às 19 horas, no Teatro Juarez Machado, como estava previsto, em razão de haverem poucos inscritos para participar, inviabilizando, com isso, a sua realização.

A Anacã Joinville agradece aos grupos inscritos e espera poder contar com mais participantes numa próxima edição, nesta que é a maior mostra da produção em Dança realizada na cidade, e que tem cumprido, nos últimos cinco anos, o seu papel de fomento da arte da Dança e da cultura em geral, e sua contribuição na formação de plateia.