quinta-feira, 27 de março de 2014

PRESIDENTE DA ANACÂ JOINVILLE SOLICITA À FCJ INFORMAÇÕES SOBRE ESPAÇO PREVISTO PARA O GALPÃO DA DANÇA

O presidente da Anacã Joinville – Associação de Grupos de Dança, Edson Gellert Schubert, protocolou no início da tarde de quinta-feira, dia 27 de março, ofício que solicita cópia das atas das reuniões do  Comissão do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Natural do Município (Comphaan) que deliberaram, em 2011, sobre a área de estacionamento da Cidadela Cultural Antarctica.
O objetivo deste ofício é trazer à tona, neste momento em que a Anacã Joinville pleiteia o espaço para a instalação do Galpão da Dança, todas as informações que cercaram, naquele ano, o projeto 001/2011, inicialmente desenhado pelo CPC e enviado à AMUNESC para ajustes e detalhamentos.
O projeto foi reapresentado pela AMUNESC ao CPC em abril de 2011, com as adequações sugeridas. Após a reapresentação, o projeto foi considerado inadequado e o CPC assumiu o compromisso de novamente readequá-lo às necessidades 'reais'. Desde então, o projeto nada mais se ouviu do projeto, tanto que era desconhecido até da própria gerência da FCJ.
 Em setembro de 2011, o Museu de Arte de Joinville (MAJ) foi interditado. O espaço previsto para o acervo técnico foi montado. O acervo foi transferido para a Cidadela Antarctica e o espaço inicialmente pensado para servir como sede do Galpão da Dança acabou sendo ocupado como espaço expositivo pelo MAJ. Com isso, o projeto do Galpão da Dança foi, então, “engavetado”.
Naquele projeto, o MAJ ainda contaria com um espaço expositivo para grandes obras. Seria na área do referido estacionamento coberto, hoje utilizado pelo ITTRAN, órgão que deverá desocupar o espaço em breve.

Nas reuniões realizadas em 2011, o espaço não foi autorizado pelo Comphaan. O ofício encaminhado pelo presidente da Anacã Joinville, Edson Gellert Schubert, solicita cópia das atas relativas a esta recusa da da Comissão de Patrimônio Histórico, para que se possa reiniciar as tratativas visando as novas adequações para a possível instalação do Galpão da Dança naquele espaço, solicitação bem recebida pela Fundação Cultural de Joinville, de acordo com a posição assumida pelo presidente Rodrigo Coelho, em reunião entre a Fundação e diretoria da Anacã Joinvile, no inicio de março.


Nenhum comentário:

Postar um comentário